Publicado em 12 de março de 2021

NOTÍCIAS - Simples Nacional: veja como fazer a contabilidade no primeiro ano da empresa

12/03/2021
Brasil
Jornal Contábil

Para garantir o desenvolvimento da sua empresa, é preciso manter a contabilidade organizada, porém, esse é um assunto que gera muitas dúvidas aos empreendedores principalmente no que se refere ao primeiro ano de funcionamento. 

Por isso, elaboramos este artigo para te explicar como funciona o cálculo do Simples Nacional deste período, a fim de evitar que sejam pagos impostos indevidos.

Mas antes, é preciso entender como funciona o Simples Nacional, regime tributário que, mesmo sendo considerado mais simples, também possui obrigações. Acompanhe! 

Simples Nacional 

Esse é um regime voltado principalmente  para microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP), que estejam regulares perante os órgãos fiscalizadores. Os tipos de empresas que podem participar deste regime são: 

 

Desta forma, o Simples Nacional unifica oito impostos municipais, estaduais e federais que são pagos por meio de uma única guia com vencimento mensal. São eles:

Cálculo do Simples 

Agora que entendemos como funciona o Simples Nacional, é preciso saber como calcular esse regime no primeiro ano da sua empresa, quando a mesma ainda está se desenvolvendo e, possivelmente, não tenha grande movimentação. Desta forma, veja como calcular:

Menos de 13 meses de atividade: segundo prevê o artigo 5º da Resolução CGSN nº 051/2008, quando o empreendimento está no início, é preciso calcular a média aritmética da receita bruta total dos meses anteriores multiplicada por 12. Veja como fica o cálculo:

Mas se o empreendimento iniciar suas atividades no próprio ano-calendário da opção pelo regime, os limites para microempresa e empresa de pequeno porte, devem ser proporcionais ao número de meses em que houver exercido a atividade.

Mais de 13 meses de atividades: neste caso, a determinação da alíquota nominal será com base na receita bruta acumulada nos doze meses anteriores ao do período de apuração. Para isso, deve ser utilizada a seguinte fórmula para obter a alíquota para o cálculo:

[(RBT12 x Aliq – PD) / RBT12]

Essa fórmula se refere aos seguintes conceitos: RBT12 é a receita bruta acumulada nos doze meses anteriores; a Aliq é a alíquota nominal que se refere àquelas que constam nos Anexos I a V, além disso o PD é a parcela a deduzir que você encontrará nos Anexos I a V.

Achou complexo fazer esses cálculos? Para te ajudar, você pode contar com a ajuda de um contador de confiança que poderá acompanhar seu empreendimento e auxiliar à manter a saúde financeira do seu negócio. 

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.


Receba nossa newsletter Fique sempre bem informado com a nossa newsletter!

Cadastre-se