Publicado em 31 de maio de 2021

IMPOSTO DE RENDA - IR: Entenda o que é o imposto e sua função

31/05/2021
Brasil
Contábeis

O Imposto de Renda é um tributo federal sobre a renda que deve ser declarado anualmente referente aos ganhos, rendimentos e gastos do ano-calendário passado. Ou seja, a declaração 2021 é referente aos valores recebidos em 2020.

Essa declaração existe para acompanhar se o trabalhador contribuiu com seus impostos devidos de forma correta no ano anterior e deve ser pago de acordo com os rendimentos de cada um. Por isso, aqueles que possuem renda maior, acabam pagando mais impostos. 

Existem alguns critérios que determinam a obrigatoriedade do preenchimento. Se o contribuinte se enquadra junto aos milhões de brasileiros que precisam enviar a declaração, ao fim do preenchimento será informado se o trabalhador contribuiu de forma correta, excedente ou se ainda há valores a serem pagos ao leão.

Alguns rendimentos são retidos na fonte pagadora antes mesmo de receber o dinheiro e por isso durante a declaração vale conferir se há valores a serem restituídos.

Quem deve declarar o Imposto de Renda

Está obrigada a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF) a pessoa física residente no Brasil que, no ano-calendário, se encaixar em pelo menos uma das situações abaixo.

Alíquotas do Imposto de Renda

O imposto é descontado em cima dos ganhos dos colaboradores, incidindo sobre alguns rendimentos tributáveis, como salário, aluguéis, investimentos e outros. O quanto deve ser pago é estipulado em faixas de alíquotas.

Confira a tabela prevista para o Imposto de Renda 2021, referente a 2020:

Base de cálculo

Alíquota

Alíquota

Parcela a deduzir do IR

1ª faixa

até R$ 22.847,76

Isento

-

2ª faixa

de R$ 22.847,77 até R$ 33.919,80

7,5%

R$ 1.713,58

3ª faixa

de R$ 33.919,81 até R$ 45.012,60

15%

R$ 4.257,57

4ª faixa

de R$ 45.012,61 45.012,61 até R$ 55.976,16

22,5%

R$ 7.633,51

5ª faixa

acima de R$ 55.976,16

27,5%

R$ 10.432,32

Sonegar impostos é considerado crime fiscal e além de multa, a pessoa fica sujeita a cumprir pena em cárcere privado de dois a cinco anos.

 


Receba nossa newsletter Fique sempre bem informado com a nossa newsletter!

Cadastre-se