Publicado em 20 de dezembro de 2021

GESTÃO - Plano de carreira: especialista alerta que antes da implementação é preciso ter validação financeira

20/12/2021
Brasil
Contábeis

Plano de carreira é algo que chama atenção de colaboradores e que pode ser decisivo para que eles escolham ou não ficar em uma empresa, afinal, os trabalhadores desejam ter oportunidade de crescimento.

Mas as empresas que desejam adotar esse plano para as equipes, precisam ter consciência de que isso implica gastos e, por isso, é preciso passar antes pela validação financeira para avaliar se há condições de arcar com os compromissos assumidos.

Beatriz Machnick, contadora, especialista em Controladoria e Finanças, mestre em Governança e Sustentabilidade, explica que o plano de carreira gera impactos financeiros profundos na empresa, afetando diretamente a sua formação de preço. 

Nesse sentido, a validação desse plano é chave importante para que, de fato, ele saia do papel e tenha plena aplicabilidade na realidade do seu negócio.

“Tenho percebido nas minhas palestras como a motivação exerce um papel direcionador do futuro da empresa. E o plano de carreira é um ingrediente da motivação, porque é o reconhecimento mais efetivo na hora de se demonstrar com justiça que o trabalho está bem feito. Ao alcançar um plano de carreira, o funcionário sente-se reconhecido e isso também gera impactos de longo prazo na empresa, como perseverança, entusiasmo e melhores desempenhos. Aliás, todo o cuidado nesse sentido é bem-vindo, justamente porque o time é formado por colaboradores: a verdadeira “matéria-prima” são as pessoas”, explica.

Sustentando plano de carreira

A especialista indica três premissas fundamentais na estruturação de um plano de carreira:

- Ser motivador para a equipe: estabeleça metas que estão diretamente ao alcance do colaborador e dentro de sua esfera de atuação

- Ser sustentável financeiramente: a empresa precisa projetar o seu financeiro e olhar o impacto do plano a longo prazo para garantir que será sustentável

- Ser legalmente justificável: observar as questões trabalhistas e societárias é essencial nesta etapa

Ao seguir esses passos, você consegue mensurar o plano de carreira e seus impactos, garantindo à sua equipe uma perspectiva de longo prazo.

 

“E, lembre-se: não aprove um plano de carreira sem antes validá-lo financeiramente. Isso evita surpresas indesejáveis e aumenta a sua visão sobre a evolução empresarial”, conclui Beatriz.


Receba nossa newsletter Fique sempre bem informado com a nossa newsletter!

Cadastre-se