Publicado em 14 de abril de 2022

FIQUE ATENTO - Fique atento às mudanças no Imposto de Renda de 2022

14/04/2022
Brasil
Metrópoles

No início deste ano, a Receita Federal anunciou novas regras e formas de acesso ao novo programa do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). O prazo para enviar os documentos ao Leão começou no dia 7 de março e vai até 31 de maio deste ano. Para que você não caia na “malha fina”, o Metrópoles listou, com a ajuda de um especialista, cinco mudanças para se atentar na hora de declarar o IRPF.

De acordo com Celso Alves dos Santos, especialista em Administração Financeira e Auditoria, contador e sócio da De Biasi Auditoria, Consultoria e Outsourcing, as mudanças foram significativas e melhoraram a tecnologia do processo, além de garantir mais facilidade para fazer o procedimento.

Veja o que mudou na declaração do imposto de renda em 2022:

Pagamento com PIX

Além do pagamento tradicional do DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) do imposto de renda com código de barras ou mesmo débito em conta bancária, a partir deste ano terá QR Code e o imposto poderá ser pago via PIX, o que facilita o procedimento.

Restituição via PIX

Desde que a chave seja o CPF do titular da declaração, a restituição poderá ser recebida via PIX. Contudo, permanece a forma tradicional por meio do crédito em conta bancária para quem não quiser aderir à novidade.

Carnê-Leão

O programa Carne-Leão deixou de existir, sendo necessário acessar o ambiente e-cac, no site da Receita Federal para fazer a apuração.

O Carne-Leão é a forma utilizada por quem trabalha como profissional autônomo e recebe como Pessoa Física para acertar as contas com a Receita.

Poderão ser importados os dados do Carne-Leão em todas as plataformas (programa, app e on-line), inclusive informações de dependentes (se autorizado), mediante acesso pela conta gov.br de nível prata ou ouro.

Declaração pré-preenchida

A declaração poderá estar pré-preenchida em todas as plataformas, desde que possua a conta gov.br de nível prata ou ouro. Essa é uma forma de verificar as informações que a Receita Federal tem sobre você no banco de dados. Isso, contudo, não extingue a necessidade de constatar a exatidão das informações.

Dependentes

Passa a ser obrigatória a informação se o dependente mora com o titular. Essa confirmação atualiza o endereço no CPF do dependente, além da necessidade de informar e-mail e celular.

De acordo com a Receita, até o momento, mais de 5 milhões de pessoas já declararam o imposto. Para este ano são esperadas 34,1 milhões de declarações, número próximo das 34.168.569 recebidas em 2021. Fique atento ao prazo de entrega dos documentos!


Receba nossa newsletter Fique sempre bem informado com a nossa newsletter!

Cadastre-se