Publicado em 01 de agosto de 2022

ENTENDA - Contabilidade para Empreendedores: Evite contratempos fiscais

01/08/2022
Brasil
Jornal Contábil

Empreender é um grande desafio, não é atoa que há um ditado popular que diz que o empresário mata um leão por dia no Brasil, o que é uma grande verdade, somente quem empreende sabe o trabalho que é ter que lidar com produto, serviço, fornecedores, clientes e prospecto.

Sendo assim, todos ficam refém de uma série de fatores que podem muito facilmente prejudicar a sua carreira. Como se não bastasse precisar exercer tantas funções dentro de sua empresa, ainda é preciso ser um contador também, lidando com as finanças, impostos e muito mais.

Uma boa contabilidade vai muito além de pagar os impostos e demais taxas, na verdade é a espinha dorsal de seu negócio, que sem a gestão do capital, com fluxo de caixa, investimento, margem de lucro, compra e venda não é possível sustentar uma empresa em operação por muito tempo.

A transparência deve ir além de tudo isso, sendo comunicativa a ponto de ser possível identificar problemas e erros na gestão.

O ponto em questão é que não é nem um pouco simples ser um empreendedor que entende da contabilidade de sua empresa, onde muitas das vezes vão haver erros e problemas.

Mas você pode conseguir lidar com tudo isso de forma simples e rápida, basta ter o conhecimento necessário, e neste artigo contém tudo o que você precisa saber e as melhores dicas para você mesmo fazer uma contabilidade profissional para evitar problemas fiscais.

Finanças pessoais separadas das empresariais

A jornada de um empreendedor não é simples, mas nem por isso é possível baixar a régua da exigência. Um exemplo muito claro disso é que muitos gestores acabam misturando as suas finanças pessoais com as da empresa. Por mais que seja uma prática normal, ainda assim é extremamente prejudicial à saúde financeira da empresa, visto que muito mais facilmente podem ocorrer erros e problemas, desvios de dinheiro e afins.

E no fim das contas pode ainda, ocasionar muitas outras dificuldades, em relação aos impostos, veja bem, ao misturar o capital pessoal com o da empresa, a tarefa para determinar quais são as alíquotas vão se tornar muito mais complexas, tanto da pessoa física quanto da jurídica, o processo de emitir o DRE como fazer vai ser complicado, e vai ser muito mais propenso ao erro.

Uma vez que qualquer erro de centavos gera multa, se por acaso você estiver com um erro gerado pela mistura das finanças, as multas serão tanto para você quanto para a sua empresa.

Invista em um software de contabilidade

Uma forma muito simples de lidar com os números e manter sempre uma boa gestão e visualização de dados é com o auxílio de um programa especializado, existem diversas opções, desde as mais simples que são mais que suficientes para uma gestão inicial e básica.

Mas caso você possua uma operação muito mais extensa e esteja em busca de uma análise profunda e uma gestão extremamente precisa pode optar pelos softwares pagos, que em pouco tempo vão surtir grande efeito tanto na gestão quanto na parte de visualização dos dados.

Dentre esses requisitos, há ótimas opções como Excel ou então o software de gestão de dados o Power BI.

Crie uma rotina de revisão e gestão semanal

Mesmo com o auxílio de um software, por mais profissional que ele seja, ainda assim, sua gestão e empresa não está 100 % livre de erros e problemas com a gestão financeira, o fator humano que está presente sempre pode gerar problemas e erros.

Por isso, além da gestão precisa de números  é necessário também muito cuidado na forma como os dados são inseridos e a revisão constante é uma grande aliada.

Desenvolva um hábito de checar os dados ao menos uma vez na semana, nem que seja uma olhada superficial apenas em busca de erros.

E por fim, junto com a prática semanal, em um espaço maior de tempo faça também uma busca profunda por erros, junto com os documentos e indicadores que atestem que todos os valores alocados estão corretos.

Tenha todos os documentos

No tópico anterior foi dito que junto com a rotina semanal, é muito útil também fazer uma análise mais profunda de tempos em tempos, indo além de só conferir os números mas analisando cada dado, e conferindo se batem com a realidade.

Para isso é necessário ter junto a você todos os dados e documentos que atestem a veracidade de cada um dos dados, como notas fiscais de compras e vendas, declarações de imposto, boletos, registros de pagamentos.

Enfim, todos os documentos que provem que realmente houve uma transação, o destino e a quantidade.

A melhor solução para tudo isso é contar com o apoio de um contador ou profissional da área que será indispensável tanto na gestão quanto na hora de revisar cada um dos dados, há contadores que prestam serviço apenas de revisão das finanças, pode ser uma ótima saída.


Receba nossa newsletter Fique sempre bem informado com a nossa newsletter!

Cadastre-se