Publicado em 13 de setembro de 2018

ECONOMIA - Volume das exportações sobe 8,4% em agosto e importações avançam 25,4%, diz FGV

O volume das exportações cresceu 8,4% em agosto ante igual mês de 2017, enquanto o volume importado avançou 25,4% na mesma base de comparação, conforme o Indicador do Comércio Exterior (Icomex), divulgado nesta quinta-feira, 13, pela Fundação Getulio Vargas (FGV). No acumulado do ano até agosto essas variações são de 3,4% para as exportações e de 15% para as importações.

Para a FGV, a balança comercial não deverá trazer riscos para o cenário externo até o fim do ano. Por um lado, efeitos da guerra comercial entre China e Estados Unidos deverão ficar para 2019. Por outro, a desvalorização real do câmbio, num cenário de incerteza com as eleições de outubro, não tem sido positiva para todos os setores.

No câmbio, as dúvidas se referem aos possíveis cenários eleitorais, além da trajetória da política monetária dos Estados Unidos em relação à taxa de juros. Segundo a FGV, a taxa de câmbio efetiva real acumula desde o início do ano uma alta de 12%. "Essa desvalorização num cenário de incertezas e volatilidade não tem sido positiva para todas as categorias de uso. Além disso, no caso dos automóveis que tem como principal destino a Argentina, o real estaria valorizado em termos reais em relação ao câmbio argentino, dado o diferencial de inflação entre a moeda brasileira e a argentina", diz nota divulgada pela FGV.

No caso dos preços, o resultado para as importações supera o das exportações seja na comparação mensal ou no acumulado. Em agosto ante agosto de 2017 o preço das exportações cresceu 7,0% (5,2% no acumulado do ano), enquanto o preço das importações avançou 7,9% (7,7% no acumulado do ano). O saldo da balança comercial nos oito primeiros meses do ano ficou em US$ 37,8 bilhões, ante US$ 48 bilhões em igual período de 2017.

 


Fonte: DCI

Receba nossa newsletter Fique sempre bem informado com a nossa newsletter!

Cadastre-se