Publicado em 31 de agosto de 2021

ECONOMIA - Por que a gasolina está tão cara no Brasil?

31/08/2021
Brasil
Jornal DCI

O custo para encher o tanque de gasolina no Brasil aumentou e o preço médio do litro do combustível agora custa R$ 5,95 – mas têm lugares que chegam a R$ 7, aponta levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Mas por que a gasolina está tão cara e o qual a saída para o país?

Por que a gasolina está tão cara no Brasil?

Por que os preços na bomba em geral são tão altos? Existem vários fatores em jogo aqui e todos tiveram um impacto desde o passado. Mas um dos principais motivos é a cotação do petróleo no mercado internacional. Acontece que os combustíveis derivados do petróleo são commodities e seus preços estão vinculados aos mercados internacionais, cujos preços variam diariamente. A Petrobras, que fornece para as distribuidoras, calcula o preço nas refinarias com base na cotação do petróleo e na taxa de câmbio, pois a commodity é cotada em dólar.

Em resumo, tanto a Petrobras quanto os demais importadores reajustam seus preços de acordo com esse movimento do mercado, seja para cima ou para baixo.

Mas além disso, outros fatores importantes também influenciaram no preço alto. O afrouxamento das restrições por causa da COVID nos últimos meses levou a uma rápida recuperação da demanda global por petróleo bruto que,  excedeu as expectativas de todos os “especialistas” no assunto, levando a um aperto dos mercados globais de petróleo.

Em entrevista ao UOL, o professor de economia da FEA-USP Paulo Roberto Feldmann explica o petróleo é uma comoditie e tem seus preços definidos nas bolsas de valores internacionais. Assim, o produto depende da lei da oferta e procura.

Fato adicional, segundo ele, o preço subiu por que no ano passado estava muito baixo por conta da pandemia – que teve efeitos negativos em todo os setores, principalmente os ligados a transporte e turismo.

O professor frisa que o Brasil tem uma questão adicional: o real se enfraqueceu nos últimos meses e ficou mais difícil comprar qualquer produto importado.

Diferentemente do que já levantado pelo presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido), o tributo cobrado pelos estados não é o vilão do preço alto do combustível. O imposto estadual compõe uma parte importante do valor que os motoristas pagam nos postos, mas os percentuais cobrados não sofreram alterações recentemente, o que até poderia justificar a elevação.

Portanto, a política de preços da Petrobras adotada em 2016 – que acompanha o mercado internacional – é o maior fator para a escalada do preço da gasolina no Brasil. Se o dólar está alto e o real em queda, os preços no Brasil tendem a subir.

O que define o preço da gasolina?

O preço da gasolina no Brasil é composto pelos impostos; distribuição e comercialização; custo do refino; e preços do petróleo bruto.

Desses quatro fatores, o preço do petróleo bruto representa quase 70% do preço que você paga na bomba. Portanto, quando ele flutua – como costumam fazer -, vemos os efeitos. O preço do petróleo bruto também muda dependendo da oferta disponível no mercado e da demanda por essa oferta.

A medida em que os países ao redor do mundo se industrializam e crescem, a demanda por petróleo bruto aumenta. Desde 1980, a demanda por petróleo bruto tem aumentado a cada ano , e essa tendência deve continuar até 2030.

Além disso, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) é um cartel formado por 12 países que controlam coletivamente 78% do suprimento mundial de petróleo conhecido. Os únicos grandes países produtores de petróleo que não fazem parte da OPEP são a Rússia, o Canadá e os Estados Unidos. Como a OPEP controla grande parte do fornecimento, eles têm uma enorme influência sobre o preço.

Em resumo, o que você paga na bomba é determinado principalmente pelo preço do petróleo bruto, que flutua com base na oferta e na demanda.

Então, o preço que você paga na bomba depende da oferta do mercado, que está nas mãos da Opep.

Onde está a gasolina mais cara do Brasil?

Levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), de agosto de 2021, apontou que a gasolina comum já passa dos R$ 7 em pelo menos quatro estados brasileiros. No Tocantins, o litro já é comercializado a R$ 7,36 – o mais caro do Brasil.

 

Receba nossa newsletter Fique sempre bem informado com a nossa newsletter!

Cadastre-se