Publicado em 12 de agosto de 2020

ECONOMIA - Economia paulista já tem números que superam os de 2019

12/08/2020
Brasil
Diario do Comercio

A economia do estado de São Paulo registrou forte desempenho no mês de junho, com alta de 6,8% na comparação com maio. Em relação a junho de 2019 também houve crescimento, de 1,9%, segundo dados divulgados nesta segunda-feira, 10/08, pelo governo paulista.

Em maio o PIB do estado já havia registrado elevação de 5,3% na comparação com abril, mês considerado pelo governo paulista como o auge da pandemia do novo coronavírus.

“Em junho recuperamos tudo o que perdemos, como nível de atividade. Claro que isso não recupera o trimestre, mas mostra reação”, disse Henrique Meirelles, secretário da Fazenda de São Paulo.

Os resultados preliminares de julho também são positivos. O número de empresas abertas no estado no mês passado chegou a 21,7 mil, superando o verificado em julho de 2019, quando foram registradas na Jucesp 18,7 mil empresas.

A sequência de resultados econômicos positivos, segundo o secretário da Fazenda, demostraria que as medidas de combate à convid-19 no estado foram corretas. “O que causou a queda da atividade foi a pandemia, não as ações para combatê-la”, afirmou.

Sem mencionar Jair Bolsonaro, a fala de Meirelles segue caminho oposto ao de publicação feita pelo presidente em redes sociais, na qual afirma que o isolamento também seria responsável pelo elevado número de mortes no país e pela paralisação da economia.

Os números apresentados pelo secretário da Fazenda paulista têm como base uma nova publicação da Fundação Seade, o PIB+30. Segundo Meirelles, ela será mais ágil, reduzindo em um mês a defasagem entre uma divulgação e outra.

CRÉDITO

O governo paulista anunciou ainda que o Banco do Povo vai liberar mais R$ 70 milhões em crédito para empreendedores.

O valor será dividido em duas linhas, uma para atender informais e produtores rurais sem CNPJ e outra para o Microempreendedor Individual (MEI) e produtores rurais com CNPJ.

“Nosso foco é o crédito de menor valor para mais gente porque são os pequenos que mais precisam de recursos para se manterem”, disse Patricia Ellen, Secretária de Desenvolvimento Econômico do estado de São Paulo.

O Banco do Povo liberou R$ 720 milhões em recursos desde o início da pandemia.


Receba nossa newsletter Fique sempre bem informado com a nossa newsletter!

Cadastre-se