Publicado em 25 de agosto de 2021

ARTIGO TRIBUTÁRIO - Mercado de recuperação tributária sofre com a falta de mão de obra

25/08/2021
Brasil
Contábeis

Uma coisa não podemos negar: a contabilidade nunca esteve tanto em evidência no mercado como agora. 

O fato é que descobrimos que a contabilidade pode ir muito além do que o proposto ou o que aprendemos na graduação. A diversificação de trabalhos que envolvem o mercado contábil parece não ter fim, estamos assistindo de camarote empresas dos mais diversos segmentos investindo no mercado contábil, especialmente empresas no setor de tecnologia e os próprios bancos.

E por que isso está acontecendo?

Simplesmente pela necessidade evidente no mercado empresarial. Segundo estudos, a média de abertura de CNPJ no Brasil é de 8,5 milhões por ano. Agora, imagine o tamanho das oportunidades existentes nesse mercado.

E dentre essas oportunidades, temos o crescimento exponencial das consultorias tributárias, executando serviços como recuperação tributária, planejamento e consultoria sobre impostos.

Durante anos, um dos maiores motivos que fizeram as empresas fecharem no seu terceiro ano de existência foram os impostos. Os pequenos empresários, por falta de conhecimento na tributação do seu negócio, têm dificuldades em gerir esses impostos, compor seus custos e realizar suas vendas com rentabilidade. 

Mas se as grandes empresas conseguem fazer essa gestão de alta performance, por qual motivo os pequenos empresários, por serem empresas menores com maior facilidade de gestão, sofrem tanto, chegando a falir?

A resposta está na informação. Por muito tempo os assuntos tributários estavam voltados nas grandes empresas, as quais tinham condições de contratar profissionais mais capacitados, como empresas especializadas em realizar essa gestão tributária com qualidade, ao ponto de tornar os negócios mais lucrativos. Os pequenos empresários não tinham acesso e condições financeiras para arcar com os custos envolvidos em uma consultoria desse nível, realizando sua gestão por conta própria com auxílio do seu contador que, por muitas vezes, o próprio contador também não tinha o conhecimento suficiente para solucionar o problema do seu cliente, até porque, por mais que a área tributária esteja atrelada ao negócio contábil, são perfis de profissionais com visões e expertises diferentes.

Com um mercado tão amplo para atuar, surge o movimento da recuperação da tributação para as pequenas e médias empresas, um mercado imenso e que tem um mar de oportunidades a ser trabalhado. 

E com o mercado aquecido, os pequenos empresários passaram a ter conhecimento sobre as oportunidades tributárias que existem em seu segmento, buscando os profissionais por conta própria. 

A grande questão é: cadê os profissionais?

Estamos sofrendo com a falta de mão de obra nesse mercado que não para de crescer. Com o mercado aquecido, as consultorias trabalhando intensamente, retarda o crescimento dos negócios, no qual precisam contratar profissionais, mas que não acham no mercado. 

Atualmente, não existem profissionais da área de recuperação tributária, os profissionais existentes nos escritórios de contabilidade têm uma linha de trabalho diferente do universo de recuperação tributária. 

É nessa linha que eu alerto aos profissionais que buscam destaque na profissão contábil, a especialização tributária, atendendo essa demanda escassa que o mercado sofre atualmente.

E como se especializar?

A área tributária, como qualquer outra da contabilidade e advocacia, requer estudos. O ponto inicial é ter dedicação em estudar e, para facilitar, vou mostrar um passo a passo.

  1. Estude os regimes tributários, entenda como se apura cada regime e quais são as possibilidades legais existentes em cada regime.
  2. Estude as oportunidades tributárias básicas, quais são as oportunidades dentro do universo da recuperação que estão sendo exploradas e entenda onde estão os erros que fizeram as empresas pagarem mais impostos para que sejam recuperados.
  3. Estude as oportunidades tributárias que envolvam as teses tributárias, por qual motivo existem as teses tributárias e quais são as que estão gerando maior retorno às empresas.
  4. Crie um plano de negócio e ofereça a um parceiro que tenha networking, mostrando o que o seu conhecimento resolve e o tamanho do mercado para ser explorado.

 

Você já imaginou quantos escritórios de contabilidade e advocacia gostariam de ter um departamento de recuperação tributária dentro do seu negócio?


Receba nossa newsletter Fique sempre bem informado com a nossa newsletter!

Cadastre-se