Notícias Empresariais

Tweet

Brasil avança 23 posições no ranking de competitividade

O Brasil avançou 23 posições no ranking de competitividade do turismo, elaborado pelo Fórum Econômico Mundial e divulgado na última semana.



Segundo a entidade, a Copa do Mundo do ano passado e a Olimpíada de 2016, a ser realizada no Rio de Janeiro, puxaram investimentos significativos em infraestrutura e conectividade, o que foi determinante para o salto: o País estava em 51º lugar na lista do ano passado e chegou ao 28º na edição 2015.



O Brasil é o país latino-americano mais bem colocado no ranking, que analisa 14 fatores que facilitam a atração e o trânsito de turistas ­como ambiente de negócios, segurança, condições de saúde e higiene, competitividade de preço, estrutura aeroportuária e recursos naturais.



Pesquisa



Ao todo, 141 países estão no ranking, que é liderado, pela primeira vez, pela Espanha. Outras cinco nações europeias estão no top 10.



Como destaques positivos para alavancar a posição brasileira no ranking, o Fórum Econômico Mundial ressaltou, entre os fatores individuais analisados, a biodiversidade (o país lidera o ranking neste quesito), os recursos culturais (que incluem a quantidade de estádios esportivos, categoria na qual o país saltou de 63º para 3º), o número de eventos de negócios internacionais e a estrutura aeroportuária.



O país também avançou na competitividade de preços, segundo o Fórum: nesta lista, passou do 126º ao 81º lugar.



Por outro lado, ainda de acordo com a entidade, o Brasil ainda peca em pontos de infraestrutura de base ­especialmente por causa de questões como o ambiente de negócios e a taxa de impostos­ e na abertura internacional, já que ainda exige visto de entrada a muitos países. 


[ voltar a listagem de notícias ]