Notícias Empresariais

Tweet

Quem for empreendedor pode ter muita chance de sucesso no Brasil

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse nesta quinta-feira, durante a Cúpula Global das Mulheres, em São Paulo, que o Brasil passa por um curto período de ajuste, mas que isso levará a uma trajetória sustentável de crescimento. Falando para mulheres de 63 países, muitas delas empreendedoras, o ministro reforçou que quem souber inovar e ser mais eficiente tem muita chance de sucesso no País.





"Estamos no meio de um ajuste, pois queremos voltar a um passado de crescimento e mais emprego. Nós percebemos que, se o governo não tiver um orçamento equilibrado, garantir que pode pagar suas dívidas, prestar atenção no controle da inflação, os trabalhadores terão uma vida mais difícil, os empreendedores terão uma vida mais difícil", afirmou. "Para evitar deslizes, o governo decidiu fazer ajustes, cortar despesas, preservando direitos, programas sociais e investimentos em educação", acrescentou.





Levy comentou que, com o fim do boom das commodities, o Brasil precisa inovar para poder ser mais competitivo no cenário internacional. "A produtividade vai se tornar mais importante para sucesso o Brasil". Mesmo assim, o ministro disse que o País ainda tem muitas coisas a seu favor e que, se alguém pensa em abrir um negócio aqui, o Brasil está de braços abertos e tem um mercado muito grande. "Quem for empreendedor pode ter muita chance de ter sucesso no Brasil".



Questionado sobre potenciais setores para investimento, ele disse que em saúde existe mercado para todos os níveis de sofisticação e lembrou que recentemente o governo liberou investimentos em hospitais.



O ministro ouviu críticas de uma das participantes do evento sobre a demora na liberação de licenças ambientais e argumentou que nos últimos anos houve melhora nesse aspecto, especialmente no nível federal. "O Brasil é um país grande e algumas vezes é preciso lidar com instituições locais, mas no nível federal as licenças ambientais se tornaram um problema menor, especialmente no caso da infraestrutura".



Texto confeccionado por: Francisco Carlos de  Assis e  Álvaro Campos


[ voltar a listagem de notícias ]