Notícias Empresariais

Tweet

Bolsa vira e fecha em alta puxada por Petrobras; Vale tem forte queda

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fecha em alta nesta terça-feira (28), após dia de volatilidade. O Í;ndice registrou valorização de 0,5%, atingindo os 55.812 pontos. O mercado brasileiro foi puxado pelas ações da Petrobras, que fecharam em alta após passarem parte da manhã em queda, e também pelos papéis do bancos, que acumularam ganhos no dia seguinte à divulgação do relatório da agência de risco Fitch Ratings, que destaca oportunidades a longo prazo para o setor.





Os papéis da Petrobras (PETR4 e PETR3) têm alta de 1,51% e 0,59%, respectivamente, cotados a R$ 12,77 e R$ 13,71 respectivamente. Já as ações da Vale passam por forte queda no dia de hoje, por conta de um movimento de correção após acumularem fortes ganhos na semana passada. Apesar da queda dos papéis, o minério de ferro registrou valorização de 0,9% nesta terça-feira. Os papéis ordinários (VALE3) têm queda de 4,18%, e os preferenciais caem 0,7%.





O destaque ficou para o setor bancário, que acumulou ganhos no dia seguinte à divulgação de relatório da agência Fitch Ratings que destacou oportunidade para bancos brasileiros por conta da possível redução do papel do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) no financiamento de infraestrutura. Segundo a publicação, "o governo federal espera que credores privados tenham participação mais ativa neste segmento objetivo que a Fitch Ratings acredita não ser fácil de atingir". A instituição avalia ainda que "a obtenção de adequada captação de longo prazo, compatível com os longos vencimentos dos créditos a infraestrutura, será fundamental".





Ontem o Santander divulgou balanço que aponta lucro de R$ 1,6 bilhão, valor 15% maior do que o mesmo período do ano passado. As ações da instituição (SANB11) têm alta de 6,19%, cotados a R$ 16,12, vigorando entre os maiores ganhos do dia.





Após cinco pregões de queda, dólar toma fôlego





O dólar fechou cotado em leve alta nesta terça-feira, após acumular quedas de aproximadamente 4% nos últimos cinco pregões. A moeda subiu 0,7%, cotada a R$ 2,94.


[ voltar a listagem de notícias ]