Notícias Empresariais

Tweet

4 vantagens de usar os dispositivos móveis no seu negócio de contabilidade

O início do ano é marcado pela preocupação com a declaração do IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física). Apesar de o prazo ser do conhecimento da maioria, sempre há imprevistos e muita gente acaba deixando para última hora. A exemplo disso, temos também as pessoas jurídicas que podem passar pelo mesmo problema, ignorando os riscos e desequilíbrios que o atraso na entrega de declarações diversas ao fisco podem trazer ao negócio.





É inegável que existe uma necessidade crescente de que processos como esse se tornem mais dinâmicos tanto para pessoas quanto para empresas. Essa realidade é reforçada pela facilidade com que se adere aos dispositivos móveis para realizar tarefas, a partir de aplicativos, com os mais variados fins. Até o IRPF já pode ser entregue através de um tablet ou de um smartphone.





Conheça mais vantagens de usar os dispositivos móveis no seu negócio de contabilidade:





São fáceis de operar e tendem a ser mais funcionais com o tempo





Quem elabora os aplicativos para os smartphones e tablets trabalha pensando em toda uma linguagem comum já existente, com a qual os usuários estão habituados a lidar. Se o objetivo é agilizar um processo, o natural é que os comandos mostrem-se intuitivos e a funcionalidade do aplicativo ampla. Embora muitos deles tenham ainda funções restritas, não tão abrangentes quanto quando se opera por um software do computador, a tendência é que as limitações operacionais dos dispositivos diminuam com o tempo.





Já existe uma variedade de aplicativos disponibilizados pelo Governo Federal





O APP Normas é um aplicativo da Receita Federal que torna possível consultar e acompanhar diariamente os atos publicados pela Receita no Diário Oficial da União ou em demais publicações legais, como Instruções Normativas, Portarias e outras. É um exemplo de aplicativo disponibilizado pelo Governo e mostra que existe uma convergência nessa direção, incorporando cada vez mais os dispositivos móveis ao cotidiano dos contribuintes.





O APP CNPJ é outro exemplo de aplicativo da Receita Federal. Permite a consulta de informações cadastrais de empresas inscritas no CNPJ, inclusive se são optantes ao Simples Nacional ou não.





Ambos os aplicativos estão disponíveis em versão para os dois sistemas operacionais mais comuns, Android e iOS. Isto é, a realidade dos aplicativos e dos dispositivos móveis para tarefas do universo da contabilidade é evidente e acaba por contribuir com elas, mesmo a título de consulta.





São seguros





Os anseios quanto à segurança não se sustentam, pois os dados em geral não são armazenados no dispositivo, e sim em nuvem — assim como os softwares de gestão contábil utilizados no computador. O risco limita-se, portanto, ao tipo de conexão em que são feitas as operações. Quanto a isso, há uma orientação geral para que se evitem conexões wi-fi públicas para efetuar qualquer tipo de transação importante.





São mecanismos que fazem parte da nova geração de profissionais





Um estudo da GlobalWebIndex sobre o uso de dispositivos móveis pelo mundo, divulgado no início deste ano, calculou um percentual de 80% de usuários de smartphones e 47% de proprietários de tablets.





As mídias estão presentes na vida da maior parte das pessoas, não é diferente no campo profissional e é natural que a prática se estenda às rotinas do trabalho. Portanto, é de se esperar que os profissionais saibam lidar com os aplicativos ou, ainda que não saibam prontamente, que tenham facilidade em desenvolver as habilidades necessárias para manuseá-los.





A Receita Federal também dá passos no sentido da incorporação de variadas mídias para tratar questões relativas ao fisco, o que levar a crer que, futuramente, será essencial aos profissionais de contabilidade estarem familiarizados às várias alternativas disponíveis.


[ voltar a listagem de notícias ]