Notícias Empresariais

Tweet

Marketing digital: a contabilidade na era da internet

"A internet não tem volta". São essas as palavras que Anderson Hernandes, especialista em marketing e empreendedorismo contábil, usou para introduzir um assunto que ainda encontra resistência nos mais variados segmentos: o marketing digital. E no meio contábil não é diferente, a aversão ao digital é considerável e isso, ressalta o especialista, já tem deixado empresários contábeis mais conservadores para trás.



Em visita recente a Londrina onde participou como palestrante do 3º Fórum de Gestão, organizado pelo Sescap (Sindicato das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações, Pesquisas e de Serviços Contábeis de Londrina e Região), Hernandes explicou que a geração millennial, aquela que se enquadram os nascidos após 1982, já está atuando dentro dos escritórios e com eles vem junto toda uma bagagem tecnológica. Longe de ser novidade para este grupo, a tecnologia é uma rotina na vida pessoal e consequentemente, no meio profissional desta geração. 



"Hoje já podemos notar uma movimentação maior por parte dos empresários contábeis, na utilização da internet como ferramenta de publicidade e divulgação, na tentativa de atrair novos clientes para seu negócio. Uma empresa de contabilidade, no tratamento diário com seu cliente, já necessita de tecnologia para tratar os dados gerados por seu cliente e agora com o Marketing Digital, ganha uma grande ferramenta para divulgação de seus diferenciais tecnológicos em relação aos concorrentes", ressalta o presidente do Sescap-Ldr, Jaime Cardozo. 



Os empresários contábeis com mais tempo de experiência vivem entre o susto e a resistência com tantas novidades tecnológicas que são colocadas no mercado dia após dia. O especialista em marketing e empreendedorismo contábil reforça que o marketing digital muitas vezes é incompreendido, porque é uma ferramenta de longo prazo. "Costumamos dizer que para começar a ver resultado, é preciso esperar um tempo, de pelo menos, seis meses. É algo pensado e complexo", salienta. 



Um dos métodos utilizados com êxito pelo marketing digital, por exemplo, é a estratégia do "fazer uma venda sem venda". Para isso, é preciso que a empresa possua, por exemplo, um site leve e objetivo, pensar na produção de conteúdo para um potencial cliente e, concomitante a isso, é importante sanar dúvidas deste nicho do mercado e fazer um trabalho de branding e tráfego qualificado para o site com otimização de palavras-chave. 



O site de buscas Google é uma ferramenta fundamental na qual o empresário contábil precisa aparecer, seja no resultado de uma pesquisa orgânica ou numa pesquisa patrocinada. Pois é ali que muitos potenciais clientes dão o primeiro clique na procura por empresas do segmento contábil. O site da empresa de contabilidade, na maioria das vezes, vem num segundo clique, ou não. Isso porque, para aparecer na primeira página do Google, o espaço mais nobre já que é a única página vista por 95% dos usuários, é preciso inserir palavras-chave específicas e evitar as genéricas, orienta o especialista. "No caso de um empresário de Londrina, é muito mais interessante ele optar por termos como 'contabilista em Londrina' ou 'contador para restaurantes' do que simplesmente colocar 'contador' ou 'contabilista' que são termos usados pela grande maioria". 



Acessado, esse espaço virtual precisa receber visitas classificadas no meio como "qualitativas", que são aqueles acessos de clientes em potencial. "Existe ainda pouco conhecimento estratégico dos empresários em relação ao marketing digital", aponta Hernandes que acredita numa abertura maior para o tema nos próximos anos com mais pessoas da geração Y e Z no meio contábil e uma desmistificação do assunto junto aos mais velhos no ramo. 


[ voltar a listagem de notícias ]